Enquadramento

Assumindo o desígnio, inscrito na Carta do Conselho da Europa,[1] de combate à violação dos direitos humanos pela via da educação, a RBE disponibiliza este sítio com o propósito de, por via da sensibilização, discussão e prática, contribuir para o desenvolvimento de uma cultura de cidadania democrática, reforçando o papel da biblioteca escolar no aprofundamento dos conteúdos do currículo e na formação integral das crianças e jovens nos dias de hoje, em convergência com a Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania e o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória.

 

Estruturando-se em duas áreas, dinâmicas educativas - que se organizam nos domínios dos testemunhos (T), discussões (D) e ativismo sociopolítico (A) - e clips, ações do quotidiano, este sítio oferece aos educadores oportunidades de, nos planos não formal e informal de aprendizagem, poderem contribuir, junto das crianças e jovens, para a tomada de consciência, reflexão, valoração, deliberação e intervenção, possibilitando que, sozinhos e em conjunto, se descubram cidadãos que, de pleno direito, se posicionam e transformam o mundo. Este sítio integra ainda notas das escolas, cujas propostas poderão valorizar as dinâmicas educativas sugeridas para que, uns com os outros, todos juntos, possamos partilhar ideias, pensar e intervir, contribuindo para o efetivo bem-estar geral.

 

Considerando que o espaço público é o lugar de expressão e de realização dos testemunhos, das discussões e do ativismo sociopolítico, que a leitura que devemos fazer dos relatos individuais passa pela discussão crítica e que, em democracia, o ativismo deve ser fundamentado em opiniões credíveis e modos de fazer, bons e legítimos, observa-se entre estas dinâmicas educativas uma interdependência e, mesmo, unidade. Unidade em construção, pois não há questões resolvidas, nem pontos de vista únicos que respondam, definitivamente, às ameaças ou violações aos direitos: é a qualidade e a continuidade das aprendizagens que permitirá que todos, todos sem exceção, possamos realizar o caminho que nos pode proteger do perigo. A consciência desta condição na atualidade faz subsistir, no espírito de cada um, a inquietação e a responsabilidade.

 

[1] CONSELHO DA EUROPA. (2012). Carta do Conselho da Europa sobre a Educação para a Cidadania Democrática e a Educação para os Direitos Humanos.

 
RBE_rect.png
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook